Review – Hell Bent

hell-bent-promo-pics-1-570x542

Hell Bent é a conclusão da 9ª temporada. E que conclusão!

O episódio pode ter se tornado um dos clássicos pela volta de Gallifrey e muitas referências com a Classic Who. Além disso, são abordados assuntos que podem indicar reviravoltas no futuro da série, como a regeneração do General e o destino de Clara Oswald.

O Doctor está em Gallifrey, do mesmo ponto onde paramos em Heaven Sent. Ele encontra o local onde foi criado, um celeiro fora dos arredores da Capital do planeta. Ou seja, aquele mesmo celeiro que o War Doctor  nos apresentou em The Day of The Doctor. Agora, o Doctor é considerado o herói da guerra pelos gallifreyanos. O Presidente Rassilon, sabendo de sua chegada, tenta prendê-lo, mas seus guardas se recusam a agir contra. O Doctor simplesmente se torna Presidente de Gallifrey e “exila” o antigo do planeta. Parece que o jogo virou, não é mesmo?

O General pressiona o Doctor para saber sobre a origem do Híbrido, e quem deve dar essa resposta à ele é Clara Oswald, que nesse ponto da história já está morta. Ele e os Senhores do Tempo conseguem recuperar Clara de sua própria linha do tempo, impedindo sua morte. Isso causa consequências biológicas nela. Clara não possui mais batimentos cardíacos e agora é incapaz de envelhecer. O General tenta explicar o que está acontecendo à Clara, que ela teria de voltar à cena de sua morte, mas Doctor dá um tiro nele, sabendo que logo aconteceria sua regeneração, e foge com Clara. Então, acontece a surpresa: O General se regenerou em uma mulher! Isso causa muitas esperanças para os que torcem em ver uma Doctor mulher no futuro da série e faz com que a gente fique indagando: Seria isso uma dica? É possível que o Doctor se torne uma Senhora do Tempo?

O Doctor leva a Clara para a Matrix (sem Morpheus) dos Senhores do Tempo, onde todos os que já morreram ficam armazenados. Referência: O 1º Doctor, interpretado por William Hartnell, havia fugido do Claustro de Gallifrey após tomar conhecimento sobre a existência do Híbrido. Ele roubou uma TARDIS tipo 40 (em sua versão original) e escapou. A mesma cena se repete com o 12º! Enquanto Clara distrai General (versão feminina), ele rouba, mais uma vez, uma TARDIS tipo 40. Confesso que eu gosto mais do design cabine telefônica, e vocês?

O que o Doctor tenta fazer é levar Clara para longe de Gallifrey, assim seu pulso voltaria e ela não precisaria morrer outra vez. Ele a leva para o fim do Universo, pousando nas ruínas de Gallifrey, acreditando que só os dois estavam ali. Mas Ashildr/Me também está ali observando toda a destruição. Eles começam a debater sobre a profecia do Híbrido. O Doctor acha que ela poderia ser o Híbrido, sendo metade humana e metade Mire. Já Ashildr apresenta a teoria de que podem existir dois Híbridos, um humano e um Senhor do Tempo, que um leve o outro rumo àquele destino. Logo, Doctor e Clara são os Híbridos.

Clara, que estava assistindo à conversa dos dois de dentro da TARDIS, descobre que o Doctor quer apagar de sua mente toda e qualquer lembrança dele, para que assim nenhum Senhor do Tempo a encontre e ela possa permanecer viva. Ela então reverte a polaridade do bloqueador neural que apagaria sua memória para que o inverso aconteça: ele se esqueceria dela. Os dois fazem uma “roleta russa” para saber se Clara foi mesmo capaz de fazer a reversão. E ela foi, fazendo com que o Doctor se esquecesse de quem ela era, mas não de suas aventuras. Ele desmaia e acorda num deserto em Nevada.

No decorrer do episódio, existem algumas cenas em que o Doctor está em um restaurante e Clara é a garçonete. Os diálogos parecem confusos, como se quem não se lembrasse fosse ela. A princípio, pensei que aquela era a imaginação do Doctor, como aconteceu em Heaven Sent. Mas as cenas ganham sentido no final. Clara o motiva a seguir em frente (“Run you clever boy, and be a Doctor” em alguns instantes) e entra em uma porta. Você pensou que ela estava apenas indo para o banheiro quando o console da TARDIS 40 e Ashildr aparecem. Clara revela que pretende voltar ao destino de sua morte e reintegrar sua linha do tempo, porém quer pegar o “caminho mais longo”. Isso significa que Clara ficou com uma TARDIS e, pelo menos por enquanto, viverá algumas aventuras com Ashildr. E se Clara não encarasse o corvo? Essa história daria um bom spin-off.

Quanto ao Doctor, ele encontra sua TARDIS. E parece eu ele aposentará seus óculos sônicos. Quem estava chateado e queria a chave de fenda sônica de volta pode comemorar, porque ela voltou! Antes do fim do episódio, as TARDIS, do Doctor e da Clara, se cruzam, cada um rumo à uma nova aventura.

Hell Bent foi uma das melhores seasons finales que a série já teve  e a despedida de Clara foi realmente algo emocionante e muito longe de ser um clichê. Pensávamos que o fim dela tinha sido em Face the Raven, quando de repente ela volta e tem a chance de ter quantas aventuras ela quisesse – além de sua própria TARDIS e uma companion! Eu é que não voltaria para minha morte tendo tudo isso… Além disso, Ashildr foi uma personagem que foi muito bem utilizada nessa temporada e Maisie Williams deu vida à ela com muita maestria e talento. Isso só deixa a gente cada vez mais ansiosos para o Especial de Natal, The Husbands of River Song, e principalmente, para a 10ª temporada. Agora o desafio vai ser quem consegue aguentar esperar mais um ano sem perder a cabeça.

Nos acompanhe e curta nosso conteúdo!
error
Fechar Menu