Entrevista: John Barrowman fala sobre o retorno do Capitão Jack

Jack Harkness voltou! O Agente do Tempo reapareceu no episódio Fugitive of the Judoon com uma mensagem importante para a Doutora. Nesta entrevista, John Barrowman conta tudo sobre o retorno do Capitão Jack a Doctor Who.

Como tudo isso aconteceu?

John Barrowman (JB): Tudo começou quando fui a um teatro ver Bill Pullman, que ironicamente, participou de Torchwood, quando a série foi feita nos Estados Unidos. Eu recebi uma ligação do meu empresário dizendo “Chris Chibnall quer conversar com você”. Eu disse OK, atendi a chamada e Chris disse “como você se sentiria a respeito de um retorno do Capitão Jack?” Comecei a pular na rua e respondi “essa é a melhor notícia que ouvi”. Eu disse a ele que tinha acabado de ver Bill então tudo parecia que estava se ligando agora.

Quando desliguei a chamada com Chris, liguei imediatamente para Russell T. Davies, porque ele fez parte da criação do Capitão Jack, então liguei e ele disse “isso é maravilhoso”, nós gritamos e ele disse “Urrah! O Capitão está de volta”.

Por quanto tempo você soube disso?

JB: Eu tive que manter segredo por algum tempo! Isso é que é engraçado. Quando voltei a Cardiff para a filmagem tive que encontrar uma desculpa para as despistar as pessoas. Então comecei a postar vídeos sobre reformar meu apartamento em Cardiff e, hilariamente, acabei fazendo mesmo a reforma, mas foi só para despistar sobre o que eu realmente estava fazendo na cidade. Enquanto estava sendo levado para Bristol, onde estávamos filmando numa catedral, estava coberto de pano preto. Quando cheguei no set e fui sair do carro, rodeado por guarda-chuvas, para que ninguém pudesse me ver. Aparentemente, havia paparazzis tentando descobrir o que estava acontecendo.

Eu me senti mal por ter que mentir para os meus fãs e todos os outros whovians, mas sempre disse para os fãs de Doctor Who, porque encontro-me com eles e sei que amam o Capitão Jack, digo “Às vezes, eu não posso contar o que está acontecendo”. Como quando o Capitão falou sobre ser ‘the Face of Boe’, não contei a ninguém sobre aquilo, e fiz isso porque queria sentir a empolgação de quando fosse ao ar e todo mundo assistisse – os queixos caindo ao ver Jack de volta à tela.

Houve algum momento em que você foi visto por alguém e pensou “Ah não, é isso, descobriram”?

JB: No hotel em Bristol, as pessoas ficavam perguntando o que eu estava fazendo lá, e ainda bem que eu tenho família em Bristol, aí dizia que estava visitando meus parentes. Então conseguia despistar. Ninguém realmente desconfiou, porque estava muito firme nas desculpas que estava usando. Pra ser sincero, ninguém adivinhou que eu tinha voltado a gravar a série. Mesmo as pessoas no set, obviamente, todo mundo jurou segredo, mas todos estavam empolgados em ver Jack de volta.

Como foi voltar ao set?

JB: Sempre disse que quando visto o casaco de novo, é como vestir uma velha roupa confortável. Eu não tenho dificuldades em ser o Jack novamente, e foi ótimo ser o Jack no set. Foi ótimo trazer o entusiasmo que tenho por Jack e Doctor Who de volta ao set. Me trouxe de volta uma série de memórias, me diverti muito. Nesse episódio, Jack tem sua própria nave de novo, então ele pegou uma nave e está voando pelo Universo tentando encontrar a Doutora, é excelente.

É um elenco completamente novo agora, como foi isso pra você?

JB: Trabalhar com todo mundo foi incrível. Nós demos boas risadas! Eu acho que foi um pouco chocante quando entrei, porque sou um personagem grande no set e foi interessante tentar dar a eles a história do Capitão Jack. Pode ser uma nova equipe de produção, mas Jack é uma parte importante no universo de Doctor Who, e vejo isso pelo mundo quando viajo. As pessoas sempre dizem, mesmo oito anos depois de sua última aparição em tela, elas continuam pedindo para trazê-lo de volta, que elas o amam. E aconteceu. Trabalhar com o elenco foi maravilhoso.

O que você mais gosta em ser parte de Doctor Who?

JB: O que eu mais gosto em fazer parte de Doctor Who é interpretar um personagem que mudou a cara da televisão. Além disso, porque fui o primeiro homem abertamente gay a interpretar um herói omnissexual na TV, e ninguém se importou – de uma forma boa, ninguém fez disso um problema. Algumas das pessoas mais novas que assistem a Doctor Who e agora estão na casa dos 20 anos dizem “por causa do Capitão Jack eu fui capaz de ser honesto comigo mesmo e com a minha família sobre quem eu sou”, e pra mim, isso é o melhor presente que podemos dar enquanto membros da indústria [do entretenimento].

E só para mim, de forma egoísta, era um sonho de infância ser parte do time TARDIS. Eu nunca poderia imaginar, enquanto garoto, quando assistia Jon Pertwee e Colin Baker sendo o Doutor, que eu jamais seria parte disso. Ser parte disso, estar na TARDIS e ser um dos companions foi fantástico.

Nós veremos Jack de novo?

JB: Eu não sei. Se eles me pedirem para voltar, eu estarei de volta num piscar de olhos.

Fonte: Doctor Who | BBC

Nos acompanhe e curta nosso conteúdo!
Fechar Menu