Décima primeira temporada de Doctor Who terá escritores não-brancos pela primeira vez em 55 anos

“Deveria ser a séria mais inclusiva da televisão”, diz o showrunner Chris Chibnall.

Para uma série que é sobre aceitar diferenças e celebrar a vida em todas as suas formas, Doctor Who não tem um histórico favorável quando falamos de roteiristas que não são caras brancos.

Mas o novo chefe da série, Chris Chibnall revelou que isto está para mudar, uma vez que alguns roteiros da próxima temporada foram escritos por autores não-brancos – pela primeira vez nos 55 anos da série.

“Nós temos os primeiros autores não-brancos a escrever para Doctor Who – e este ano temos duas escritoras e três escritores na bancada de convidados”, confirmou Chibnall para a Digital Spy e para outros veículos da imprensa durante uma coletiva na Comic-Con de San Diego.

Com a série nos trazendo a primeira Doutora na forma de Jodie Whittaker, assim como companions de três etnias diferentes, o produtor executivo Matt Strevens explicou que “Chris e eu, e o time de produção, queríamos ter certeza que a representatividade também fosse encontrada por trás das câmeras.”

Para isso, os 10 episódios na nova temporada serão divididos igualmente entre diretores e diretoras, além de ter apenas editoras.

“Foi uma de nossas maiores prioridades”, disse Strevens, onde Chibnall concluiu que Doctor Who está trabalhando com um programa de trainee em Cardiff oferecendo oportunidades para jovens menos favorecidos.

“Estamos fazendo bastante, mas, com tempo, pretendemos fazer ainda mais”, disse o showrunner.

“Deveria ser o programa mais inclusivo da televisão. Todo o conceito de Doctor Who é que qualquer um pode ir para qualquer lugar e esse alguém é capaz de fazer qualquer coisa. Queremos que isso esteja tanto nas telas quanto nos bastidores.”

Doctor Who retornará à BBC no outono britânico (primavera no hemisfério sul).

Matéria original: Digital Spy

Nos acompanhe e curta nosso conteúdo!
error
Fechar Menu