11ª Temporada: Roteiristas e diretores confirmados

Até agora fomos mantidos no escuro sobre quais seriam os roteiristas da nova temporada de Doctor Who ao lado do novo showrunner Chris Chibnall.

Agora, a última edição da Doctor Who Magazine (desta quinta-feira) finalmente confirmou a lista completa, e quem irá dirigi-los também.

Os cinco roteiristas da estreia de Jodie Whittaker são novos e não há ninguém que já participou (da parte televisionada) de Doctor Who. Eles são:

  • Malorie Blackman, que descreve sua história como “sincera, instigante, oportuna”.
  • Ed Hime, que descreve sua história como “realmente assustadora…”
  • Peter McTighe, que descreve sua história como uma “montanha-russa assustadora e divertida”.
  • Vinay Patel, que descreve sua história como “educacional, épica, emocional”.
  • Joy Wilkinson, que descreve sua história como “sombria, engraçada, barulhenta!”

E os diretores são:

  • Jamie Childs (Bloco 1 – episódios 1 e 7, bloco 5 – episódios 9 e 10)
  • Mark Tonderai (Bloco 2 – episódios 2 e 3)
  • Sallie Aprahamian (Bloco 3 – episódios 4 e 6)
  • Jennifer Perrott (Bloco 4 – episódios 5 e 8)

O comunicado de imprensa da BBC adiciona:

A BBC anuncia hoje a lista completa de roteiristas e diretores para a nova temporada de Doctor Who, com estreia este outono (hemisfério norte, primavera no Brasil) na BBC One.

O showrunner Chris Chibnall disse: “Temos uma equipe de roteiristas que vem trabalhando em silêncio e secretamente há muito tempo, criando personagens, mundos e histórias para provocá-lo e movê-lo. Um grupo de diretores que colocaram esses roteiros de pé, trazendo essas ideias, visuais e emoções à existência com bravura e diversão.

“Vindo de uma variedade de origens, gostos e estilos, eis o que os une: são pessoas incríveis e brilhantes em seu trabalho. (E isso importa!) Eles amam Doctor Who. E todos eles trabalharam acima e além do que foi pedido, em um esforço para trazer ao público algo especial, ainda este ano.”

ROTEIRISTAS

Malorie Blackman, ex-representante do Children’s Laureate escreveu mais de 60 livros para crianças e jovens adultos, incluindo a série de romances Noughts and Crosses, e seu livro Pig-Heart Boy, adaptado para a série de TV de seis partes vencedora do BAFTA.

Malorie diz: “Eu sempre amei Doctor Who. Ter a chance de escrever para esta série foi definitivamente um sonho realizado.”

Ed Hime foi nomeado para um BAFTA Craft por seu primeiro episódio de Skins, e ganhou o Prix Italia por sua peça de rádio The Incomplete Recorded Works of a Dead Body.

Ed diz: “Escrever para esta série é realmente uma aventura e contar histórias emocionalmente envolventes para trazer todo mundo junto com você”.

A estréia do dramaturgo e roteirista Vinay Patel, Murdered By My Father, ganhou o prêmio 2016 Royal Television Society de Melhor Drama Individual e foi indicado para três BAFTAs.

Vinay diz: “Eu cresci assistindo a séries como Star Trek e Quantum Leap na beira da cama do meu pai, e adorei como eles conseguiam capturar a imaginação de uma criança como eu, além de atuar como uma bússola moral. Eu nunca imaginei que iria escrever para Doctor Who – estou muito feliz.”

Pete McTighe é o criador de Wentworth, o drama da prisão feminina vendido para mais de 150 países. Ele escreveu mais de uma centena de horas de drama para TV e foi indicado para cinco prêmios do Writers Guild Awards.

Pete diz: Toda a minha carreira televisiva tem sido literalmente um plano elaborado para escrever em Doctor Who – e ninguém está mais chocado do que eu, pois valeu a pena. É uma das melhores coisas da minha vida trabalhar com Chris, e escrever para Jodie e o novo time, e mal posso esperar que todos vejam o que estamos fazendo.”

Joy Wilkinson foi selecionada como Screen International Star of Tomorrow e teve dois roteiros apresentados na Brit List. Seus roteiros de TV incluem a série de cinco partes da BBC aclamado pela crítica, The Life and Adventures of Nick Nickleby, enquanto seu trabalho no teatro ganhou prêmios, incluindo o Verity Bargate Award.

Joy diz: “Eu amei a série e senti que poderia ser um bom encaixe para mim, mas eu sabia que era muito difícil de conseguir isso. Então, francamente, ainda estou me beliscando por estar aqui!”

DIRETORES

Sallie Aprahamian dirige programas para a televisão há mais de duas décadas com séries aclamadas pela crítica, incluindo: Extremely Dangerous, The Sins, Real Men, The Lakes, Teachers and This Life.

As memórias de Sallie de Doctor Who remontam aos anos 60, quando William Hartnell deu vida ao papel. Ela diz: “Eu assisti ao primeiro Doutor atrás do sofá através dos meus dedos, assustada e alegre. Fiquei muito feliz, como fã e como diretora, de ser convidada para trabalhar na primeira temporada com uma Doutora. Que hora brilhante para estar na série!”

Jamie Childs, que dirigiu oc clipe  da revelação de Jodie Whittaker como a décima terceira Doutora, retorna para o episódio de abertura da nova temporada.

Jamie diz que Doctor Who representa uma parte importante do nosso panorama televisivo. “Nós tendemos a evitar fazer muitos séries na Grã-Bretanha que realmente permitam que o público tenha uma válvula de escape adequada, e Doctor Who faz isso há décadas. Então, sim, inscreva-me – eu sempre quis fazer parte disso! Realmente não há muitas séries feitas aqui que permitem ao espectador viajar para outro universo.”

Jennifer Perrott escreveu, dirigiu, produziu e executou seu premiado curta-metragem em 35mm, The Ravens. Desde que terminou em Doctor Who ela tem dirigido Gentleman Jack, uma série de drama histórica da BBC One/HBO criada por Sally Wainwright.

Jennifer diz: “Doctor Who é uma série icônica e que amava quando criança, especialmente quando Tom Baker era o Doutor. As viagens espaciais tornaram-se mais parte da vida moderna e isso abriu as portas para que histórias mais humanas fossem contadas em meio à fantasia escapista de salvar o mundo da invasão alienígena. Os alienígenas são tão complexos emocionalmente quanto os humanos, e eu fiquei muito empolgada com isso.”

Mark Tonderai foi para a escola no Zimbábue e para a escola de arquitetura em Kingston, antes de conseguir um emprego na BBC como apresentador trainee. Mark dirigiu a temporada completa de The Five, Impulse, Lucifer, Gotham, Black Lightning, Nightflyers de George RR Martin e o thriller com Jennifer Lawrence, A Última Casa da Rua.

Mark diz: “O que foi realmente crucial na minha decisão de dirigir a série foi Chris Chibnall. Sou um grande fã e gosto da maneira como ele vê o mundo. Ele tem essa capacidade de entreter e também fornecer verdades – perguntas também – sobre quem somos. E faz tudo com um leve sorriso.

A nova temporada de Doctor Who começa na BBC One neste outono (hemisfério norte, primavera no Brasil), feita pela BBC Studios no País de Gales.

Fonte: doctorwhotv.co.uk

Nos acompanhe e curta nosso conteúdo!
error
Fechar Menu